Apesar de críticas e rejeições, Ricardo Salles se segura no cargo

Após sobreviver a uma reforma ministerial apesar da pressão pela demissão, o ministro do Meio AmbienteRicardo Salles,se mantém no cargo após a Cúpula dos Líderes sobre o Clima na semana passada, convocada pelo presidente dos EUA, Joe Biden.

Nas últimas semanas, Salles vinha se movimentando em reuniões com diversas autoridades. A visão era de que o ministro precisava entregar algum resultado para que conseguisse continuar no posto. Não houve recursos prometidos ao governo brasileiro, como ele e o presidente Jair Bolsonaro pediram, mas o discurso moderado de Bolsonaro surpreendeu positivamente. 

 

Depois da saída do chanceler Ernesto Araújo, figura importante na ala ideológica do governo, as apostas se voltaram contra Salles. Araújo já era alvo de muitas críticas pela postura ideológica, rusgas com a embaixada chinesa, mas o fator preponderante para sua saída partiu do Congresso Nacional.

LEIA MAIS:  VEJA VÍDEO: Campanha de Amom é destaque na CNN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *