Emendas de David Almeida como deputado beneficiaram família e amigos

No mandato de David, quando era presidente da Casa Legislativa, uma das entidades beneficiadas foi a Associação Liberdade, então presidida pela irmã Dulce Almeida

A aplicação de verba de gabinete na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) para beneficiar amigos e parentes é prática usual na família Almeida. No mandato do então deputado David, quando era presidente da Casa Legislativa, uma das entidades beneficiadas foi a Associação Liberdade, com R$ 1 milhão, então presidida pela irmã Dulcinéa Ester Almeida. Já o irmão, o hoje deputado Daniel, já destinou emendas que somam R$ 4,7 milhões para o Instituto Mais Saber, cuja sede está em um matagal.

A Associação Liberdade, com sede no bairro Morro da Liberdade, primeiro reduto eleitoral da família Almeida era presidida por Dulcinéia Almeida, pessoa estratégica nas campanhas eleitorais do irmão.

Atualmente, ela é responsável pela pasta com um dos maiores orçamentos, a Secretária municipal de Educação, (Semed). Quando estava à frente da Associação Liberdade recebeu recursos da emenda de David por meio de convênio firmado com a Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), que tinha como advogado Raimundo Nonato Moraes Brandão, que também atuava como defensor jurídico de David Almeida, também responsável por avaliar todas as matérias apresentadas pelo ex-parlamentar.

Brandão é mais um beneficiado pelas emendas parlamentares. Ele presidia a instituição Educação e Cultura ao Alcance de Todos (Ecat), que recebeu R$ 8,7 milhões por meio de várias emendas que resultaram em convênios com órgãos estaduais.

A entidade dirigida por Brandão fechou 12 convênios entre 2010 e 2015 resultados das emendas de Almeida, com valores que variavam de R$ 100 mil até R$ 1,4 milhão. Os convênios envolvem a prestação de serviços que vão desde capacitação de jovens e adolescentes, trabalho social com famílias e comunitários de caráter preventivo, protetivo e proativo, além de ações socioassistenciais a famílias e comunidades que vivem em situação de risco e vulnerabilidade social, até projetos de empreendedorismo e geração de renda.

LEIA MAIS:  Justiça ordena que prefeitura retire famílias de área de risco em Manaus

Os convênios formam firmados com as secretarias de Estado do Trabalho e de Esportes e Lazer e o Fundo Estadual de Assistência Social.

Já o deputado Daniel Almeida (Avante) destinou duas emendas em 2023 para o orçamento deste ano que beneficiam o Instituto Mais Saber, registrado no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) da Receita Federal está situada na rua Barralândia, 400, B, no bairro Santa Etelvina, zona norte. No local há apenas um terreno com mato uma pequena casa ao fundo.

O primeiro convênio, de R$ 1,7 milhão foi firmado com a atual Secretaria de Estado de Desporto e Lazer (Sedel) para projeto de práticas esportivas e de lazer, com acompanhamento de profissionais especializados em comunidades em Manaus e o outro de R$ 3 milhões, com a Secretaria de Estado de Saúde (SES) contratar o instituto para apoio e atendimento a comunidades terapêuticas que ofereçam atendimento a pessoas com transtornos decorrentes do uso, abuso e dependência de psicoativos.

O deputado foi questionado pela reportagem, assim coimo o prefeito David Almeida e a secretária Dulce Almeida, mas não obtivemos retorno.

Fonte: D24AM

Confira os documentos: