Encontro dos Movimentos Ambientais do Amazonas propõe elaboração de ‘Carta de Compromisso’ com o Futuro

A quinta edição do Encontro dos Movimentos Ambientais do Amazonas aconteceu na tarde da última quinta-feira (23), reunindo membros da coalizão pelo meio ambiente. Esta coalizão é formada por representantes das mais diversas bandeiras de lutas e articulação transversal na Amazônia.

O Evento

O evento foi sediado no Espaço do Conhecimento Sustentável, com o guardião do Igarapé do Gigante, Sr. Gilberto Ribero, do Movimento Todos Pelo Gigante, atuando como anfitrião. O encontro visou dar continuidade aos trabalhos de fundação da Associação dos Movimentos Ambientais do Amazonas (AMA).

A Carta de Intenções e Compromisso

A reunião foi pautada na construção da Carta de Intenções e Compromisso, que será apresentada aos candidatos do pleito deste ano eleitoral em Manaus e nos municípios do interior do Estado do Amazonas.

A criação da carta compromisso é fundamentada na necessidade de garantir o comprometimento dos candidatos a vereadores e prefeitos de Manaus e dos municípios do interior do Amazonas com as causas socioambientais e de direitos humanos.

Desafios da Região Amazônica

Diante dos desafios enfrentados pela região amazônica, incluindo desmatamento, queimadas, violações de direitos humanos e pressões sobre povos originários e comunidades tradicionais, é crucial que os líderes políticos se comprometam com a proteção do meio ambiente e o respeito aos direitos fundamentais.

Propostas da Carta

A carta deve conter diversas propostas abrangentes, que visam abordar os diferentes segmentos da sociedade e as questões ambientais e sociais que os afetam. Isso inclui medidas para combater o desmatamento ilegal, promover a conservação da biodiversidade, garantir o acesso à água potável e saneamento básico, proteger territórios indígenas e quilombolas, promover a educação ambiental, entre outras.

Compromisso dos Candidatos

Ao assinar a carta compromisso, os candidatos se comprometerão publicamente a incorporar essas propostas em seus planos de governo e a trabalhar ativamente para implementá-las, caso sejam eleitos. Isso não apenas demonstrará o comprometimento dos candidatos com as causas socioambientais e de direitos humanos, mas também proporcionará uma base sólida para ações concretas e colaborativas em prol dos direitos socioambientais, justiça climática, étnica e social na região amazônica.