Maior regressão econômica e social da história republicana tem de parar, escreve José Paulo Kupfer

É difícil que o Brasil tenha vivido período de maior regressão social e econômica do que os últimos 7 anos, pelo menos em toda a sua história republicana. Mesmo considerando as travas da República Velha, e os quase 30 anos, num total de 130 anos, nos quais o país esteve sob o domínio de ditaduras escancaradas, não se tem notícia de nada parecido antes dos tempos atuais.

Parte desse retrocesso, sem dúvida, foi acentuado pelos choques, abruptos e devastadores, da pandemia de covid-19, que pegou o governo Bolsonaro em seu 2º ano de mandato. Mas é importante não esquecer que a pandemia tão somente potencializou problemas e dificuldades anteriores ao coronavírus. Se cabe a ela alguma culpa é a de acelerar a marcha a ré que já vinha engatada.

LEIA MAIS:  INSS começa a pagar nesta sexta décimo terceiro antecipado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *