Mulher mata amiga para roubar bebê e é condenada a 40 anos de prisão

A condenada e a amiga estavam grávidas juntas. Porém, a acusada acabou perdendo o bebê e começou a planejar o crime

EUA — Uma mulher foi condenada a 40 anos de prisão, acusada de matar a amiga a facadas com objetivo de roubar o bebê de seis semanas da mulher. O homicídio ocorreu em 2017, e a condenação foi divulgada no último domingo (26).

O caso aconteceu em Houston, nos Estados Unidos. A mulher foi identificada como Erika Miranda-Alvarez, que também estava grávida ao mesmo tempo que a vítima, Carolina Flores.

De acordo com as informações, Erika sofreu um aborto espontâneo e perdeu o bebê que esperava. A partir disso, ela começou a planejar a morte da amiga e chegou até a dizer que já havia dado à luz.

Carolina foi encontrada morta em 19 de dezembro de 2017, por familiares, que também notaram que sua filha não estava na casa. Após dois dias de busca, a recém-nascida foi encontrada junto com Erika em seu apartamento.

Os policiais encontraram com a suspeita pulseiras hospitalares em nome da vítima Carolina e da filha dela. Ao ser presa, a acusada afirmou que já encontrou a amiga morta. Erika só poderá recorrer da decisão após cumprir metade da pena, ou seja, 20 anos.

LEIA MAIS:  VÍDEO: Mulher negra é morta a tiros por policial após ligar para emergência nos EUA