Números efetivam retomada da economia em Criciúma

Apesar dos impactos negativos da pandemia na economia, Criciúma vem se restabelecendo neste cenário e apresentando crescimento contínuo na geração de empregos e abertura de empresas. Apenas nos dois primeiros meses deste ano, foram criados 702 novos negócios, um acréscimo de mais de 60% em comparação ao mesmo período do ano passado, de acordo com levantamento da Casa do Empreendedor do Governo Municipal. Houve também, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), um saldo de 867 novos empregos formais gerados em fevereiro.

A expectativa é que esse número cresça nos próximos meses, já que apenas uma empresa de descartáveis, instalada no loteamento industrial Cizeski, na Linha Batista, está ampliando uma de suas duas fábricas e, com isso, pretende gerar aproximadamente 200 novos empregos para Criciúma. “Estamos dobrando a capacidade da nossa fábrica de embalagens para fast-food e delivery agora em abril e queremos contratar em torno de 200 novos colaboradores”, comentou o empresário, Anselmo Freitas.

Segundo ele, apesar das adversidades do momento, iniciativas do Município estão auxiliando o trabalho da empresa e de outras indústrias da região. “Recebemos um apoio muito importante da prefeitura, por meio da pavimentação do condomínio, onde estamos instalados juntos a outras empresas. Essa parceria facilitou muito o acesso e deslocamento”, revelou.

Apoio ao empreendedorismo

O Governo de Criciúma também aplicou uma série de medidas para impedir o fechamento de empresas e estimular a economia local, conforme explica o secretário municipal da Fazenda, Celito Cardoso. “Investimos em melhorias nos condomínios industrias e estamos implantando uma via marginal (parelale à rodovia), entre a Via Rápida e o Porto Seco. Além disso, prorrogamos o pagamento de impostos para os setores mais afetados pela pandemia”.

LEIA MAIS:  Consulta a terceiro lote de restituição do IR 2024 começa nesta quarta-feira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *