VÍDEO: Mulher leva idoso morto em cadeira de rodas para sacar empréstimo de R$ 17 mil em banco

Funcionários da agência bancária desconfiaram da ação da mulher

Em um episódio perturbador ocorrido nesta terça-feira (16), na Zona Oeste do Rio de Janeiro, uma mulher foi detida após tentar realizar um empréstimo bancário usando um cadáver. O caso aconteceu em uma agência em Bangu, envolveu Érika de Souza Vieira Nunes, que levou um corpo em uma cadeira de rodas para tentar sacar R$ 17 mil.

Funcionários do banco, suspeitando da condição do acompanhante de Érika, chamaram a polícia e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Foi constatado no local que Paulo Roberto Braga, de 68 anos, estava morto há algumas horas. Érika alegou ser cuidadora do idoso, referindo-se a ele como seu tio, embora haja suspeitas de que ela seja sua prima.

Um vídeo feito no banco mostra Érika tentando ajustar a cabeça do homem para fazê-lo parecer vivo e insistindo para que ele assinasse documentos. “Tio, tá ouvindo? O senhor precisa assinar. Se o senhor não assinar, não tem como. Eu não posso assinar pelo senhor, o que eu posso fazer eu faço,” ela é ouvida dizendo.

As funcionárias do banco intervieram quando perceberam que algo estava errado, questionando a aparente falta de resposta do homem. A situação levantou imediatas suspeitas de estelionato, e a polícia está investigando se houve participação de outras pessoas no crime.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal, e Érika foi levada para a delegacia para prestar depoimento.

VEJA VÍDEO:

LEIA MAIS:  Mais de 21 mil pessoas devem deixar Manaus no feriado de Corpus Christi